OIM promove conferência sobre migrantes e cidades
BR

26 outubro 2015

Encontro que começa esta segunda-feira reúne ministros de Estado, prefeitos e autoridades de governo em Genebra; objetivo é discutir num fórum de política global a complexa dinâmica da mobilidade de pessoas nas cidades.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, realiza a partir de hoje a Conferência de Alto Nível sobre Migrantes e Cidades, em Genebra, na Suíça.

O encontro reúne ministros de Estado, prefeitos e outras autoridades para discutir, pela primeira vez num fórum de política global, a complexa dinâmica da mobilidade de pessoas nas cidades.

Desafios

Os participantes vão avaliar como os desafios podem ser controlados e como ampliar a criação de novas oportunidades.

A agência parceira da ONU explica que com a expectativa de crescimento da população urbana, que deve atingir 70% da população mundial até 2050, a migração representa um componente essencial das cidades.

Os especialistas dizem que os migrantes têm um papel importante no movimento global em direção às cidades e no comando do desenvolvimento dessas regiões.

Frente de Batalha

Os prefeitos fazem parte da “frente de batalha” no processo de migração já que são responsáveis pela criação de políticas para o setor e também por atender as necessidades dessas pessoas.

A OIM diz que apesar disso, suas vozes estão “fora dos debates” sobre migração e urbanização e muito raramente, estão presentes em políticas internacionais.

Segundo a agência, as autoridades locais, principalmente os prefeitos, estão enfrentando cada vez mais desafios complexos para controlar a mobilidade de pessoas em suas cidades.

A meta da reunião é examinar questões como integração, incluindo planejamento urbano, migrantes em situações vulneráveis nas cidades e parcerias múltiplas para o controle da migração.

A organização vai aproveitar o evento para lançar o Relatório Mundial de Migração 2015, cujo título é: Migrantes e Cidades: Novas Parcerias para Controlar a Mobilidade Urbana.