Ban apreensivo com "tendência preocupante" de execuções no Irão

19 outubro 2015

Em nota, secretário-geral fala de mais de 700 casos ocorridos este ano; pelo menos 40 aconteceram em público; a maioria das mortes é associada a delitos relacionados com drogas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral manifestou esta segunda-feira a sua profunda tristeza com relatos da execução de dois menores infratores no Irão na semana passada.

Em nota emitida pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon disse estar apreensivo pelo facto de as duas execuções "refletirem uma tendência preocupante" no país árabe.

Menores

De acordo com a ONU, mais de 700 execuções teriam ocorrido somente este ano no Irão. Pelo menos 40 casos teriam acontecido em público, no que é considerado o maior número dos últimos 12 anos.

Ban lembra que o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos e a Convenção sobre os Direitos da Criança, ratificados pelo país, proíbem a imposição da pena de morte para crimes cometidos por menores de 18 anos.

Crimes Mais Graves

O chefe da ONU disse que a maioria dos casos está ligada a delitos relacionados com drogas, destacando que o tipo de infração não atinge o patamar de "crimes mais graves", tal como é previsto pelo direito internacional.

A terminar a nota, Ban reiterou a oposição das Nações Unidas à imposição da pena de morte. Ao governo de Teerão, o secretário-geral pediu que adote uma moratória às execuções com vista a abolir a prática.

Leia Mais:

Cerca de 1 mil detentos são executados por ano por crimes de drogas

Israel acusa líderes mundiais de não ouvirem ameaças do Irã 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud