Ajuda humanitária chega a milhares isolados na Síria
BR

19 outubro 2015

Cruz Vermelha e Nações Unidas  conseguiram entregar medicamentos para pessoas feridas ou doentes da província de Idlib e na zona rural de Damasco, que estão sitiadas; 31 caminhões levaram ajuda para 40 mil pessoas isoladas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Milhares de pessoas que estão sitiadas em várias cidades da Síria finalmente puderam receber algum tipo de assistência no domingo, um esforço conjunto das Nações Unidas e das organizações Cruz Vermelha e Crescente Vermelho Sírio.

Cerca de 30 caminhões com medicamentos chegaram em cidades da província de Idlib e na zona rural de Damasco, carregando mantimentos suficientes para 29,5 mil pessoas. O foco foi tratar pessoas com ferimentos graves ou doentes.

Acordo

Nessas regiões vivem cerca de 40 mil civis que estão isolados devido aos fortes combates dos últimos meses e que estavam praticamente sem receber nenhuma assistência.

O comboio humanitário foi possível graças a um acordo de cessar-fogo alcançado em Istambul, na Turquia, em 22 de setembro. Essa negociação foi mediada pelo enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura.

As conversas com os lados em conflito continuam, para que possam ser entregues mais medicamentos e outros itens de ajuda humanitária. As Nações Unidas e entidades parceiras esperam que outros pontos do acordo sejam implementados com rapidez, incluindo a retirada das áreas sitiadas de pessoas seriamente feridas.

Leia Mais:

ONU: "solução diplomática é mais urgente do que nunca" na Síria

Guterres agradece a Grécia por receber refugiados e migrantes

Entrevista: Brasil e a concessão de vistos para refugiados do conflito na Síria