Entrevista: embaixador diz que relação África-ONU não deve ser "reativa"

14 outubro 2015

O embaixador da União Africana junto às Nações Unidas disse à Rádio ONU que a organização deve deixar de ter uma "relação reativa" com o continente.

Na conversa tida à margem da Semana de África, que decorre até sexta-feira na organização, Téte António defendeu uma nova forma de cooperação baseada em prioridades  africanas e não na resposta aos conflitos. Uma proposta de resolução sobre o tema foi submetida à Assembleia Geral.

O entrevistado fala do livro sobre práticas femininas para resolver diferenças no continente, que coincidiu com as discussões sobre o envolvimento feminino para resolver conflitos no continente.

O diplomata defende mais ação das mulheres na área com base na sua experiência prática. Na conversa, Téte António revela ainda os "pontos críticos" da resolução 1325 do Conselho e Segurança sobre Mulheres, Paz e Segurança.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 04:08

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud