Ataque aéreo atinge outra festa de casamento no Iêmen
BR

9 outubro 2015

Pelo menos 47 pessoas morreram na ação de quinta-feira; no fim de setembro, ataques já haviam sido lançados contra uma celebração; representante da ONU muito perturbado com a violência, que já fez 4,5 mil mortos e feridos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Ataques aéreos mataram pelo menos 47 pessoas que celebravam um casamento na província de Dhamar, no Yêmen. A ação ocorreu na quinta-feira, numa situação parecida com um outro ataque ocorrido há cerca de 10 dias durante uma festa de casamento.

O chefe humanitário da ONU, Stephen O’Brien, está “totalmente perturbado” com a onda de violência. Segundo o Ministério da Saúde Pública do Iêmen, além das mortes, 35 pessoas foram feridas no ataque; muitas eram mulheres e crianças.

Mortos e Feridos

O’Brien declarou que o ataque no casamento foi outro exemplo do “impacto devastador de explosivos usados por todos os lados em conflito no país”. Segundo o coordenador humanitário da ONU, o total de pessoas mortas ou feridas no Iêmen entre janeiro e julho foi de cerca de 4,5 mil.

Stephen O’Brien afirma que esse número é maior do que o total de vítimas em qualquer outro país ou crise durante o mesmo período. A violência entre forças do governo e rebeldes Houthis começou há mais de um ano.

Punição

Em março, a crise no Iêmen piorou, com  o início de uma operação militar lançada por uma coalizão liderada pela Arábia Saudita. O’Brien destaca que a lei internacional é clara: todos os lados em conflito têm a obrigação de proteger os civis.

Ele pede uma investigação completa e imparcial do ataque durante a festa de casamento e lembra que é preciso, com urgência, responsabilizar os autores desses atos.

Leia Mais:

Nações Unidas condenam ataques aéreos durante casamento no Iêmen

Retirar estrangeiros do conflito no Iémen pode custar US$ 155 milhões até 2016

Número de refugiados aumentou mais de 50% em 10 anos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud