Na avaliação de Ban, violência na Cisjordânia está saindo do controle
BR

6 outubro 2015

Garoto palestino de 13 anos morreu nos confrontos; ao condenar os assassinatos, secretário-geral da ONU pede ao governo de Israel que conduza uma investigação transparente dos incidentes.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU está “profundamente alarmado” com o aumento das mortes durante confrontos na Cisjordânia, incluindo Jerusalém Oriental. O porta-voz de Ban Ki-moon ressalta que os últimos dias de violência resultaram na morte de quatro palestinos, incluindo um garoto de 13 anos.

Em Nova York, Stephane Dujarric afirmou que o episódio é mais um “sinal preocupante de que a violência está saindo fora do controle”. Segundo o porta-voz, o secretário-geral da ONU condena as mortes.

Assentamentos

Ban Ki-moon espera que o governo de Israel conduza, com rapidez, uma investigação transparente dos incidentes, avaliando inclusive se o uso da força foi intencional.

O chefe da ONU acredita que a demolição de casas palestinas ou a construção de novos assentamentos israelenses irão apenas aumentar as tensões na área. Segundo Ban, os dois lados precisam agir com urgência para evitar mais violência.

Futuro

O secretário-geral da ONU reconhece, no entanto, o compromisso de autoridades palestinas e israelenses para conter os confrontos por meio da cooperação na área de segurança.

Ban reforça a disponibilidade das Nações Unidas em trabalhar com todos os lados para criar condições para um horizonte político, incluindo negociações para uma solução de dois Estados.

Leia Mais:

Israel acusa líderes mundiais de não ouvirem ameaças do Irã

Quarteto para o Oriente Médio condena violência na região

Bandeira da Palestina é hasteada na sede da ONU pela primeira vez

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud