Acnur diz que quase 400 mil migrantes e refugiados chegaram à Grécia
BR

2 outubro 2015

Agência da ONU afirmou que é necessário aumentar urgentemente a capacidade do país para receber as pessoas que chegam pelo mar; Itália é a segunda nação mais procurada pelos migrantes e refugiados.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, afirmou que quase 400 mil migrantes e refugiados chegaram à Grécia fugindo da violência em seus países de origem.

Segundo a agência da ONU, é urgentemente necessário implementar sistemas para realojar essas pessoas para outros países e também aumentar a capacidade para recebê-los no território grego.

Itália

O Acnur disse que “a Grécia é, de longe, o maior ponto de entrada de refugiados e migrantes que viajam pelo Mar Mediterrâneo, seguida pela Itália com 130 mil chegadas até agora em 2015.

As autoridades informaram que o número total de pessoas que atravessaram o Mediterrâneo nesse ano está perto de 530 mil. Somente em setembro foram 168 mil pessoas, cinco vezes mais do que durante o mesmo período do ano passado.

O Acnur disse que 70% dos que chegaram à Grécia são da Síria, 18% do Afeganistão e 4% do Iraque.

Queda

A agência declarou que houve uma queda nas chegadas de refugiados pelo mar nesta semana, o que foi relacionado a uma piora do tempo.

Mais de 6,5 mil pessoas estavam chegando diariamente ao país e nos últimos seis dias esse número caiu para pouco mais de 3 mil, sendo que nesta quinta-feira foram 1,5 mil.

Mas as autoridades humanitárias disseram que a quantidade deve voltar a aumentar assim que o tempo na região melhorar.

Leia Mais: 

Emergência de refugiados na Europa: Acnur faz apelo por US$ 128 milhões

União Europeia doa 30 milhões de euros para refugiados palestinos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud