Parlamentos rivais líbios vão propor nomes para altos cargos no governo

11 setembro 2015

Os órgãos rivais estão entre os participantes  na ronda de diálogo que decorre em Marrocos; mediador da ONU disse esperar consenso sobre os anexos do acordo; sessões devem estender-se pelo fim de semana.

Eleutério Guevane, da Rádio O NU em Nova Iorque.

O mediador das negociações entre as partes envolvidas no processo político na Líbia, Bernardino León, declarou ter esperanças de que os representantes cheguem a um entendimento dentro do prazo, até 20 de setembro.

Os dois parlamentos rivais estão envolvidos na ronda que começou esta quinta-feira na cidade marroquina de Skhirat. León disse que ambos terão a possibilidade de propor candidatos para o cargo de vice-primeiro ministro.

Milícias

A Câmara dos Representantes foi  escolhida nas eleições de 2014 e transferida para a cidade de Tobruk após a tomada da capital Trípoli por milícias. Já o Congresso Geral Nacional, GNC, tem o apoio de milícias aliadas e funciona na principal cidade líbia.

Os órgãos deverão "ter prioridade nas discussões", que envolverão gradualmente a todos os participantes no diálogo nacional.

Falando a jornalistas, o enviado mencionou as "notícias preocupantes" da morte de mais civis líbios, especialmente crianças em Benghazi.

León falou também a tomada de escritórios do Banco Central da Líbia e de bancos privados em Sirte pelo autoproclamado Estado Islâmico do Iraque e do levante, Isil, também chamado em árabe de Daesh.

Comunidade Internacional

O representante disse que o episódio é muito preocupante e sério, ao reiterar que a comunidade internacional não só condena mas também pede aos líbios que "entendam que basta".

León disse que este é o "momento da verdade para se chegar a um acordo", após lembrar relatos que dão conta de sequestros perpetrados pelo Isil.

Acordo

Ele disse que o apelo da comunidade internacional aos representantes de políticos, dos independentes e da sociedade civil é que estes cheguem a acordo colocando o interesse do seu país acima de qualquer outro.

Este sábado inicia o debate sobre as novas autoridades de transição, após o fim da discussão e o alcance de um consenso sobre os anexos.

Leia Mais:

Enviado da ONU fala em clima positivo durante nova rodada de conversas

Mediador espera acordo sobre novas autoridades líbias em semanas 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud