No Sudão, chefe humanitária condena ataque que matou dois funcionários

10 setembro 2015

Equipa regressava de uma pesquisa à chamada doença do verde da guiné, em Darfur; trabalhadores da área e forças de paz sofreram 131 incidentes de segurança na área sudanesa.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A coordenadora humanitária das Nações Unidas no Sudão, Marta Ruedas, condenou com veemência um ataque em que morreram duas pessoas que voltavam de uma operação do setor no Sudão.

Uma  nota emitida esta quinta-feira pelo escritório da ONU no país, revela que um motorista e um oficial de segurança perderam a vida quando homens armados não identificados emboscaram o veículo em que se faziam transportar.

Comitiva

A representante destaca que dois funcionários do Ministério de Estado da Saúde e um médico da Organização Mundial da Saúde, OMS, saíram ilesos do incidente.

Os atacantes tomaram o veículo e fugiram da área, na ação ocorrida esta terça-feira em Darfur Ocidental. O local da emboscada está situado a cerca de 40 quilómetros da cidade de al-Geneina.

Desde janeiro, foram registados 131 incidentes de segurança em Darfur. Os atos contra trabalhadores humanitários e forças de paz incluem sequestros, ataques armados e roubo de carros.

Operações

Ruedas  disse que a insegurança continua a dificultar as operações de trabalhadores humanitários em Darfur, como ficou provado no ato violento.

Na área, mais de 2,5 milhões de pessoas vulneráveis precisam de alguma forma de assistência humanitária. Na atividade de rotina, a equipa avaliava se a chamada doença do verde da guiné ainda estaria ativa em Darfur.

A OMS no Sudão lamentou o ataque e prometeu continuar o trabalho para conceder o direito básico da saúde às pessoas mais vulneráveis do Sudão.

Leia Mais:

Crise de fundos pode impedir chegada de ajuda alimentar a milhões no Sudão

Mais de 400 casos de abusos em Darfur não foram investigados

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud