ONU anuncia zona livre de armas na terceira maior cidade centro-africana

9 setembro 2015

Operação de paz quer assegurar livre circulação de civis e sua proteção; permitir acesso do auxílio humanitário também é objetivo da medida declarada esta terça-feira.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas estabeleceram uma zona livre de armas na cidade de  Bambari, na República Centro-Africana. A medida entrou em vigor às 17 horas, tempo local, desta terça-feira.

O anúncio foi feito no fim da deslocação ao país do subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz.

Ajuda Humanitária 

Hervé Ladsous disse que a decisão foi tomada para garantir a livre circulação e a integridade física da população civil. O outro objetivo é que os habitantes tenham acesso ao auxílio humanitário.

No fim de semana, Ladsous esteve na área e ouviu o pedido da população por uma maior protecção dos grupos armados. Confrontos entre grupos rivais afetam a terceira maior cidade do país, que é uma das áreas urbanas mais instáveis próximas da capital Bangui.

O país tenta recuperar-se do conflito entre os ex-combatentes Seléka, compostas por muçulmanos, e as milícias anti-Balaka de maioria cristã.

Eleições

Ladsous encontrou-se com membros do governo interino e da Autoridade Nacional para as Eleições, com as quais reiterou o apoio da ONU para o país antes das presidenciais de outubro. Ele pediu que o calendário eleitoral seja respeitado.

Com o pessoal da Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, o subsecretário-geral abordou o combate à exploração e abuso sexual.

Leia Mais:

Zeid diz que não há desculpas para abusos na República Centro-Africana

Em Bangui, chefe de Direitos Humanos diz que não há desculpas para abusos