PMA entrega comida para 400 mil pessoas afetadas por enchentes em Mianmar
BR

27 agosto 2015

Arroz, feijão, óleo e sal chegam até famílias isoladas após deslizamentos  de terras e destruição de rodovias; agência da ONU precisa, com urgência, de US$ 12,3 milhões para continuar ajudando a população.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, está entregando arroz, feijão, óleo e sal para mais de 400 mil pessoas afetadas pelas enchentes em Mianmar. Essas famílias ficaram isoladas após chuvas e deslizamentos de terra causarem a destruição de estradas.

As enchentes em Mianmar já afetaram mais de 1,7 milhão de civis desde o começo do mês. O PMA precisa, com urgência, de 12,3 milhões para continuar ajudando a população.

Toneladas

A ajuda começou 48 horas após uma declaração presidencial confirmando que Mianmar enfrentava um desastre natural. O governo e companhias aéreas locais forneceram transporte de graça, para que o PMA pudesse entregar nas últimas semanas 2,5 mil toneladas de comida.

A meta do PMA e de ONGs locais é entregar alimentos para 440 mil pessoas até o começo de setembro. As famílias recebem comida suficiente para um mês e em alguns casos, além de arroz, feijão, sal e óleo, os civis recebem biscoitos com alto teor energético.

Por outro lado, a situação de emergência em Mianmar levou o PMA a suspender temporariamente o programa de nutrição nas escolas e assistência para grávidas.