Sudão do Sul: agências citam desespero em área que esteve isolada há meses

26 agosto 2015

PMA e Unicef relatam falta de serviços públicos e crianças sem alimentos nutritivos e nem cuidados de saúde; equipa conjunta fez primeira visita a Wau Shilluk em mais de quatro meses.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Agências das Nações Unidas disseram estar preocupadas com a considerada "situação desesperadora" de sul-sudaneses em Wau Shilluk, na margem oriental do rio Nilo.

A área do estado de Malakal é o local de origem dos mais de 50 mil deslocados que procuraram abrigo nas instalações de proteção de civis da ONU. A área foi concebida para acolher 18 mil pessoas.

Alimentos

Além de procurar segurança, estes buscam ajuda humanitária após terem fugido de áreas remotas nos últimos meses.

Uma equipa de auxílio do Programa Mundial de Alimentação, PMA, e do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, esteve pela primeira vez na região desde março.

Os problemas de acesso e as preocupações com a segurança limitaram o acesso das agências humanitárias às populações.

O representante do Unicef no Sudão do Sul, Jonathan Veitch, disse que várias aldeias têm um fraco ou mesmo nenhum serviço disponível. As crianças "não têm alimentos nutritivos nem cuidados de saúde".

Malnutrição

Durante a presença dos funcionários do Unicef e do PMA, mais de 20 mil pessoas receberam alimentos e foi avaliado o estado nutricional de 3 mil crianças.

Ações de vacinação contra o sarampo abrangeram 15 mil menores, 8 mil pessoas foram imunizadas contra a pólio e 15 mil mulheres receberam a vacina contra o tétano.

Hostilidades

Apesar de terem sido alcançadas 1,3 milhão de pessoas desde o início das missões de resposta rápida, as agências dizem que é necessário que as partes do conflito cessem as hostilidades.

O outro pedido é que estas permitam um acesso consistente das agências humanitárias para responder às necessidades nas áreas remotas.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Conselho de Segurança debate situação no Sudão do Sul

Governo do Sudão do Sul pode assinar compromisso de paz esta quarta-feira

Entrevista: António Monteiro | Rádio das Nações Unidas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud