Templo de 2 mil anos é destruído na Síria

25 agosto 2015
Baalshamin, um templo da era greco-romana foi explodido por extremistas no domingo. A ação foi condenada fortemente pela diretora da Unesco, Irina Bokova.
Segundo ela, trata-se de um "crime de guerra". O templo ficava em Palmyra, local declarado Patrimônio Mundial pela Unesco. Este foi o assunto da participação da Rádio ONU em Português no Jornal GloboNews, edição das 18h.
A repórter Leda Letra conversou com Leilane Neubarth. Confira o vídeo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud