Ban exorta líder burundês a seguir a via da inclusão e reconciliação

20 agosto 2015

Presidente Pierre Nkurunziza assumiu terceiro mandato esta quinta-feira; secretário-geral reitera apelo para um diálogo político amplo e transparente na nação africana dos Grandes Lagos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas emitiu uma nota, esta quinta-feira, na sequência da investidura de Pierre Nkurunziza para o terceiro mandato no cargo de presidente do Burundi.

Ban disse que tomou conhecimento da posse e exortou o líder a prosseguir na via da inclusão e da reconciliação. O chefe da ONU reiterou o seu apelo a todos os intervenientes para que levem a cabo um diálogo político amplo e transparente.

Facilitador

No comunicado, emitido pelo seu porta-voz, Ban realça a liderança do processo pela Comunidade dos Países da África Oriental e o seu facilitador, o presidente ugandês Yoweri Museveni.

Na declaração, Ban refere que a criação de um governo de unidade nacional deve resultar "de um diálogo verdadeiro e aberto, necessário para superar as profundas divisões políticas existentes ". A recomendação consta da declaração final da cimeira do bloco, de 6 de julho passado.

Burundeses

O secretário-geral disse ter tomado conhecimento da intenção anunciada por Nkurunziza de servir como presidente de todos os burundeses.

O país enfrenta uma crise política desde o fim de abril, quando foi confirmado que Nkurunziza iria concorrer nas eleições. As tensões pioraram com o anúncio da sua vitória a 21 de julho.

Na semana passada, o Escritório de Direitos Humanos da ONU advertiu que a situação está fora de controlo, perante uma onda de violência relacionada ao pleito.

Leia Mais:

ONU condena morte de ex-chefe do Estado-Maior do Exército do Burundi

Ban Ki-moon anuncia novo representante na República Centro-Africana

ONU: situação no Burundi deteriora-se, com 96 mortos

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud