Exclusiva: Brasil "só teve a ganhar" com soldados no Haiti - Parte 2

23 julho 2015

O Brasil vai ganhar de volta soldados mais treinados e seres humanos mais aperfeiçoados após atuação do país no Haiti.

As declarações são do comandante da força militar da Missão da ONU no Haiti, Minustah, o brasileiro José Luiz Jaborandy Júnior, na segunda parte da entrevista à Rádio ONU em Porto Príncipe.

O comandante fala de ganhos a nível estratégico, a nível operacional e humano na missão que agora opera com 2,3 mil soldados, após uma redução da força em mais da metade concluída em junho.

O militar destacou ainda as semelhanças e as diferenças entre as duas realidades no combate à violência e à criminalidade.

Jaborandy Jr. disse ainda que a atuação brasileira no país caribenho fica marcada pela doutrina de defesa de civis no Haiti, que pode vir a ser implementada no território brasileiro.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 5’21’’

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud