OIM: Quase 5 mil migrantes resgatados do Mediterrâneo no fim de semana

14 julho 2015

Organização Internacional para Migrações, OIM, afirma que civis foram levados para portos na Grécia e na Itália; já oficiais da Tunísia reportaram dezenas de mortes após naufrágio de navio.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Durante o último fim de semana, cerca de 4,8 mil migrantes foram resgatados no Mar Mediterrâneo e levados para portos na Itália e na Grécia. A informação foi divulgada esta terça-feira pela Organização Internacional para Migrações, OIM.

A Guarda Costeira Italiana conseguiu salvar 3,7 mil migrantes no canal da Sicília, enquanto os oficiais gregos resgataram 1,1 mil pessoas. É esperado ainda que mais de 600 migrantes cheguem ao porto italiano de Taranto, após terem sido resgatados no domingo por um navio da Suécia.

Mortes

A OIM destaca que oficiais da Tunísia também reportaram o naufrágio de um navio na sexta-feira, 10 de julho, o que resultou na morte de 25 pessoas e no resgate de 49 migrantes.

Segundo a organização, que é parceira das Nações Unidas, mais de 1,9 mil migrantes morreram afogados neste ano na tentativa de chegar à Europa pelo mar.

Embarcações

A OIM ressalta que está a haver uma mudança nos modos de transportes da Líbia para a Europa: enquanto contrabandistas preferiam utilizar navios de madeira, uma vez que eram maiores, parece que agora o modo favorito de transporte são os barcos insufláveis.

Alguns relatos sugerem que os contrabandistas estão a ter mais dificuldades de encontrar barcos de pesca, por isso utilizam mais barcos de borracha, segundo a OIM.