Chefe da ONU condena ataques suicidas nos Camarões

14 julho 2015

Ação de bombistas na cidade de Fotokol, norte do país, fizeram vários mortos; Ban Ki-moon expressa apoio ao governo e sublinha medidas para tentar conter as ações do grupo Boko Haram.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas condenou fortemente, na noite de segunda-feira, os dois ataques ocorridos na cidade de Fotokol, no norte dos Camarões.

As ações dos bombistas suicidas ocorreram no domingo, causando a morte de dezenas de pessoas. Segundo agências de notícias, militantes do grupo Boko Haram são suspeitos de terem cometido os ataques.

Medidas

Numa nota divulgada por seu porta-voz, Ban Ki-moon cita as “medidas já tomadas pelo governo dos Camarões para conter as ameaças do Boko Haram”. O secretário-geral também elogia as autoridades e o povo do país por acolher refugiados desde o início da crise.

Ban volta a reforçar seu apoio ao governo camaronês e aos países da região e os encoraja a reforçar a cooperação para conter as ações dos militantes do Boko Haram, desde que as medidas respeitem os direitos humanos.

O chefe da ONU enviou os pêsames aos familiares das vítimas dos ataques suicidas e Ban também desejou “rápida recuperação para todos os feridos nos atentados terroristas”.

Leia Mais:

ONU condena ataques contra muçulmanos e cristãos na Nigéria

Combate ao Boko Haram precisa ter ampla magnitude, afirma Zeid

Ban condena atentados que mataram pelo menos 25 pessoas no Chade

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud