Missão para Resposta de Emergência ao Ébola encerra em agosto

10 julho 2015

Projeto era temporário e secretário-geral promete continuação da dedicação da ONU nos três países mais afectados pelo surto; em conferência internacional, Ban Ki-moon fala sobre “redução considerável de casos”; US$ 3,2 mil milhões necessários para recuperar Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa necessitam de US$ 3,2 mil milhões nos próximos dois anos, para que possam se recuperar dos impactos económicos, sociais e de saúde causados com a crise de ébola.

Esta sexta-feira, foi promovida na sede da ONU, em Nova Iorque, a Conferência Internacional de Recuperação do Ébola. O secretário-geral Ban Ki-moon explicou no encontro que o dinheiro é necessário porque os sectores da agricultura, minas, transporte, turismo e pesca sofrem com os efeitos do surto.

Unmeer 

Ban destacou que a Missão da ONU para Resposta de Emergência ao Ébola, Unmeer, encerra suas atividades em agosto, uma vez que o projecto era temporário.

Segundo o secretário-geral, os casos de ébola na Guiné-Conacri e Serra Leoa “têm reduzido consideravelmente”, enquanto a Libéria, declarada livre do vírus em maio, registou um novo caso em junho.

Ban Ki-moon afirmou que a “estratégia para acabar com o surto está a funcionar”, mas a etapa final da resposta é particularmente desafiadora.

Futuro

Participaram da conferência os líderes da Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa, uma vez que o foco do encontro era como continuar a ajudar essas nações.

Segundo o chefe da ONU, o evento ofereceu a oportunidade de criar parcerias para um futuro melhor na África Ocidental, que seja livre do ébola. Desde o início do surto, no ano passado, mais de 27,6 mil pessoas foram infectadas e o vírus ébola matou mais de 11 mil pacientes.

*Apresentação: Denise Costa.

 Leia Mais: 

ONU realiza Conferência Internacional de Recuperação do Ebola

Aumento de mortes maternas na África Ocidental está ligado ao ébola

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud