Exclusiva: Guiné-Bissau revela sinais de saída do ciclo vicioso de instabilidade

24 junho 2015

O ministro da Economia e das Finanças da Guiné-Bissau afirmou que a Comissão da Consolidação da Paz das Nações Unidas pode avançar ainda este ano as promessas financeiras para apoiar o desenvolvimento do país.

Em entrevista à Rádio ONU, em Nova Iorque, Geraldo Martins Mais disse que o país e seus parceiros definem áreas e mecanismos para começar a aplicar os US$ 1,5 mil milhões prometidos na Mesa Redonda de Bruxelas. O valor deve ser executado até 2020.

O responsável falou do Brasil na liderança da estratégia de paz da ONU para a Guiné-Bissau e do apoio dos países lusófonos e da comunidade internacional para a estabilização.

Martins defende que a coligação positiva deve refletir-se resultar numa nova Guiné-Bissau.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Duração: 5'12".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud