OMS garante que coronavírus Mers não é emergência global de saúde
BR

17 junho 2015

Pelo menos 19 pessoas já morreram na Ásia e mais podem ser infectadas; Organização Mundial da Saúde diz ser absolutamente crítico manter os esforços para limitar a transmissão do surto iniciado na Coreia do Sul.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

A Organização Mundial da Saúde, OMS, garantiu esta quarta-feira que o coronavírus não é uma emergência global de saúde. A Síndrome Respiratória do Oriente Médio, Mers, matou pelo menos 19 pessoas recentemente na Ásia.

Em Genebra, o comitê de emergência da OMS, que monitora o surto na Coreia do Sul, confirmou que mais pessoas poderão ser infectadas.

Transmissão

O médico e líder do painel, Keiji Fukuda, explicou não haver nenhuma evidência sugerindo que o Mers se espalhe tão facilmente como o vírus que causa a gripe.

Mas segundo Fukuda, é “absolutamente crítico” manter os esforços para limitar a transmissão do coronavírus Mers.

Casos

O chefe do painel da OMS destacou que o surto é um alerta para a comunidade internacional e afirmou que não ficaria surpreso se o vírus continuar se espalhando.

Para Fukuda, a queda no número de casos é um “sinal claro de que os esforços para conter a transmissão estão funcionando”. Além das 19 mortes, foram confirmados mais de 160 casos do coronavírus Mers.

Os sintomas iniciais são similares aos da gripe e acredita-se que o vírus é transmitido dos camelos para as pessoas, sendo mais comum no Oriente Médio, apesar do surto atual ser na Ásia.

*Com reportagem de Daniel Johnson, da Rádio ONU em Genebra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud