Unicef pede mais ajuda para crianças na Ucrânia
BR

12 junho 2015

Agência da ONU afirmou que os menores de idade estão em grande risco com os novos conflitos na região leste do país; desde março do ano passado, 68 morreram e 180 ficaram feridas nos combates.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, afirmou esta sexta-feira que as crianças estão novamente em risco com os novos conflitos na Ucrânia.

A agência da ONU pediu a doação de mais fundos para os esforços de ajuda no país. O Unicef fez um apelo de US$ 55,8 milhões, mais de R$ 170 milhões, para cobrir as necessidades humanitárias de crianças e mulheres na região.

Minas Terrestres

Segundo o Fundo, desde o início dos confrontos, em março do ano passado, 68 crianças morreram e 180 ficaram feridas.

Em Genebra, o porta-voz da agência, Christophe Boulierac, disse que “armas pesadas, minas terrestres e explosivos em Marinka, área no oeste de Donetsk, são particularmente perigosos para crianças”.

O Unicef informou que somente em Donetsk 42 crianças morreram e 109 ficaram feridas por causa de minas terrestres.

Apoio Psicológico

O Fundo para a Infância está fornecendo assistência e apoio psicológico para mais de 20 mil meninos e meninas desde o início deste ano.

A agência da ONU também está levando água potável para mais de 500 mil pessoas nas regiões de Donetsk e Lugansk.

O Unicef lançou uma campanha de educação para mostrar os riscos dos explosivos que não foram detonados e de outros tipos de armamento deixados na região.

O porta-voz afirmou que a agência continua profundamente preocupada com a continuidade do conflito que leva a uma piora da crise humanitária e aumenta o número de mortes infantis.

Leia Mais:

Ocha diz que Ucrânia está entre os 10 países com mais deslocados internos

Conselho de Segurança da ONU debate situação na Ucrânia

ONU alerta que mais de 6 mil pessoas morreram no conflito na Ucrânia