Brasil lamenta falta de consenso sobre não-proliferação nuclear
BR

9 junho 2015

Conferência de Revisão das Partes do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares de 2015 ocorreu em maio, na sede da ONU, em Nova York; declaração brasileira foi feita em conferência sobre desarmamento esta terça-feira.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O Brasil lamentou profundamente, esta terça-feira, a falta de consenso sobre a adoção de um documento final substancial como resultado da Conferência de Revisão das Partes do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, TNP, de 2015.

A declaração brasileira foi feita na Conferência sobre Desarmamento, em Genebra, em referência ao encontro que ocorreu em maio, na sede das Nações Unidas, em Nova York..

Área Livre de Armas

Na declaração, o Brasil também lamentou que os Estados-parte não foram capazes de superar suas diferenças em relação ao estabelecimento de uma zona livre de armas nucleares e outras armas de destruição em massa no Oriente Médio.

Apesar do fato de não haver acordo, o país considerou que o rascunho final da conferência de revisão do TNP deve ser entendido como referência importante para discussão sobre o tema.

Em maio, o secretário-geral da ONU expressou descontentamento por não ter sido alcançado um "resultado substancial" na Conferência de Revisão do TNP 2015.

Ban Ki-moon lamentou particularmente a incapacidade dos Estados-partes de reduzir as diferenças sobre o futuro do desarmamento nuclear.

Leia Mais:

Ban lamenta falta de acordo sobre não-proliferação nuclear

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud