ONU condena novos bombardeios na Síria
BR

8 junho 2015

Declaração foi feita pelo enviado especial do secretário-geral para o país que criticou o uso de bombas-barril; ataques aéreos foram realizados por aviões do governo na cidade de Idlib.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial do secretário-geral para a Síria, Staffan de Mistura, condenou esta segunda-feira novos ataques aéreos realizados no país.

Segundo de Mistura, os bombardeios realizados por aviões do governo ocorreram na cidade de Idlib, localizada na região noroeste, perto da fronteira com a Turquia.

Inaceitável

De Mistura voltou a criticar o uso de bombas-barril e disse que “todas as evidências anteriores mostram que a maioria absoluta dos civis mortos no conflito sírio ocorreu por causa do uso indiscriminado desse tipo de arma”.

O enviado da ONU disse que a utilização de bombas-barril é “completamente inaceitável”.

Segundo ele, a proteção de civis durante conflitos armados representa a base da lei humanitária internacional e deve ser aplicada em todas as circunstâncias e sem qualquer distinção.

Consultas

Em relações às Consultas de Genebra para resolver o conflito no país, de Mistura se reuniu esta segunda-feira com uma delegação da Fundação Aga Khan.

Eles discutiram a situação na região e compartilharam perspectivas para uma solução política.

O enviado especial da ONU disse que “as organizações da sociedade civil são um elemento essencial na solução do conflito”. Segundo ele, esses grupos representam todos os setores da sociedade e as vozes de todas as comunidades.

De Mistura continua se reunindo separadamente com todas as partes envolvidas no processo, dentro e fora da Síria, para a implementação do Comunicado de Genebra.

Leia Mais:

Enviado da ONU realiza consultas com oposição Síria em Istambul

ONU condena ataque que matou pelo menos 70 civis na Síria

PMA pede pausa humanitária na Síria