Alto Comissário pede investigação de supostas violações de direitos humanos

2 junho 2015

Alegações consideradas graves seriam sobre soldados enviados para manter a paz na República Centro-Africana; relatos incluiriam morte de civis, execuções, sequestros e exploração sexual de mulheres.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O alto comissário para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, afirmou ter apelado a diversos Estados que intensifiquem suas ações para investigar alegações de violações “muito graves” de direitos humanos por soldados enviados para manter a paz na República Centro-Africana.

A informação foi dada na segunda-feira a jornalistas pelo vice-porta-voz do secretário-geral da ONU, em Nova Iorque.

Alegações

Farhan Haq disse que as alegações incluem “mortes de civis, execuções sumárias, sequestros e exploração sexual de mulheres locais”.

Segundo o vice-porta-voz, o alto comissário disse que na sequência de revelações de supostos graves abusos sexuais de crianças, atualmente sob investigação por autoridades francesas, seu escritório havia olhado com mais profundidade estas questões.

Farhan Haq afirmou que alguns dos incidentes foram parcialmente investigados e alguns dos Estados, aparentemente, puniram alguns dos soldados envolvidos.

No entanto, Zeid disse que o fato de que contingentes estrangeiros poderem estar implicados é, em si mesmo, um questão de enorme preocupação.

Leia Mais:

Ban saúda adoção de tratado de paz na República Centro-Africana

Grupos armados concordam em libertar crianças centro-africanas