Ban pede ação para combater comércio ilegal de produtos de tabaco
BR

31 maio 2015

Secretário-geral fez a declaração para marcar o Dia Mundial sem Tabaco, este domingo 31 de maio; ele afirmou que é preciso impulsionar o Quadro da Convenção sobre Controle do Tabaco para erradicar o problema.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu uma ação internacional para combater o comércio ilegal de produtos de tabaco.

A declaração de Ban foi feita para marcar o Dia Mundial sem Tabaco, este domingo, 31 de maio.

Impulso

O chefe da ONU quer dar novo impulso ao Quadro da Convenção sobre Controle do tabaco da Organização Mundial da Saúde, OMS.

O objetivo é erradicar o comércio ilegal que reduz o preço dos produtos dos derivados do tabaco incentivando o consumo e criando a dependência de jovens e de pessoas mais pobres.

Ao mesmo tempo, a atividade corta a arrecadação de impostos dos Estados que poderia ser usada, por exemplo, para melhorar os sistemas de saúde.

Ban disse que ao agir contra as gangues criminosas e as companhias de tabaco que fazem uso desse comércio ilegal, será possível avançar com o desenvolvimento sustentável e a saúde pública.

Arrecadação

Segundo as autoridades, “um em cada dez cigarros comercializados no mundo é ilegal”. Os especialistas calculam que se o comércio ilegal fosse eliminado seria possível gerar uma arrecadação de US$ 31 bilhões em impostos, quase R$ 100 bilhões.

A OMS alerta que o consumo de tabaco e seus derivados pode causar a morte de 1 bilhão de pessoas no século 21.

A agência da ONU diz que atualmente, a epidemia do tabaco mata seis milhões de pessoas por ano e se nada for feito para combater o problema, esse número deve chegar a oito milhões em 2030.

Leia Mais:

OMS alerta que o tabaco pode causar 1 bilhão de mortes no século 21

OMS afirma que consumo de tabaco caiu no mundo

Tratado global sobre controle do tabaco completa 10 anos com alguns avanços

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud