ONU revela expectativas sobre encontro regional para debater crise no Burundi

28 maio 2015

Organização disse que enviado trabalha a retoma do diálogo político consultivo; Conselho de Segurança recebeu um informe sobre a crise; Cimeira da Comunidade da África Oriental será realizada em Dar Es Salam no fim de semana.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas disseram esperar que a Cimeira da Comunidade da África Oriental ajude a traçar um rumo para reforçar o diálogo entre os burundeses. O evento está previsto para domingo na capital tanzaniana, Dar Es Salam.

Em nota, a ONU destaca que o enviado especial do secretário-geral para os Grandes Lagos, Said Djinnit, está a trabalhar para que seja retomado o diálogo político consultivo sobre o país.

Assassinato

A pausa entrou em vigor no domingo passado a pedido dos envolvidos no processo, após o assassinato do presidente de um partido da oposição, Zedi Feruzi.

Para a ONU, as ações de Djinnit devem culminar com medidas concretas para criar um ambiente propício para realizar eleições pacíficas, credíveis e inclusivas no Burundi.

Conselho de Segurança

Esta quarta-feira, o enviado apresentou um informe via videoconferência ao Conselho de Segurança numa reunião a portas fechadas sobre a situação burundesa.

As Nações Unidas apelaram à calma e moderação, na nota que insta às autoridades locais a defender os direitos humanos de todos os cidadãos do país.

O apelo é que sejam tomadas medidas concretas para impedir os crimes políticos e mais violência.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

ONU: epidemia de cólera na Tanzânia está diminuindo

Ban pede responsabilidade após morte de líder de partido na oposição no Burundi

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud