Proposta da UE sobre 40 mil migrantes é "plano na direção certa", diz Ban

27 maio 2015

Em Bruxelas, secretário-geral reuniu-se com a alta representante da União Europeia para Política Externa e de Segurança; candidatos a asilo no continente seriam repartidos entre os países através de um sistema de quotas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas considerou, esta quarta-feira, um "plano na direção certa" a proposta da Comissão Europeia para a transferência de 40 mil candidatos a asilo.

Em Bruxelas, Ban Ki-moon manifestou a esperança de que este seja aceite pelos Estados-membros da União Europeia, UE. O posicionamento do chefe da ONU foi revelado após um encontro com a alta representante da UE para Política Externa e de Segurança e vice-presidente da União Europeia, Federica Mogherini.

Africanos

De acordo com agências de notícias, o plano envolve a redistribuição de migrantes que chegaram ao sul da Europa a partir de África e do Médio Oriente.

Segundo as informações, os candidatos a asilo seriam repartidos entre os países da UE através de um sistema de quotas. A proposta incluiria um plano de ação para deter os contrabandistas de migrantes pela força militar em caso de necessidade.

Estima-se que este ano 1,8 mil migrantes morreram no Mediterrâneo e cerca de 60 mil teriam tentado fazer a travessia.

Liderança

No encontro, Ban agradeceu a parceria entre a UE e a ONU e a crescente liderança global do bloco europeu. O chefe da ONU mencionou a presidência das negociações sobre o programa nuclear iraniano e no âmbito do Quarteto para o Médio Oriente.

O secretário-geral elogiou ainda a decisão coletiva dos Estados-membros da UE de alcançar o objetivo de dedicar 0,7% do seu Produto Interno Bruto para a  assistência ao desenvolvimento.

Financiamento

Após saudar Mogherini pela forte liderança na criação das condições para o alcance do acordo, Ban disse que a decisão surgiu num momento crucial.

Em julho, será realizada a Conferência sobre Financiamento para o Desenvolvimento na capital etíope,  Adis Abeba. Em setembro, decorre a Cimeira sobre a Agenda de desenvolvimento pós-2015 em Nova Iorque.

O encontro entre os dois representantes incluiu pontos de vista sobre a evolução e as perspetivas dos processos de paz na Ucrânia, no Iémen e no Burundi.

Dignidade

Na capital belga, Ban também fez um pronunciamento num encontro com os organizadores do festival anual Tomorrowland, de música eletrónica.

O chefe da ONU agradeceu por ter o seu nome na ponte permanente One World onde decorre o evento. A mensagem escolhida por Ban para ficar esculpida em nome das Nações Unidas foi "Vamos trabalhar pela dignidade de todos".

Leia Mais:

Mediterrâneo: OIM diz que 2015 pode ser o ano com mais mortes de migrantes

Apenas 28 pessoas sobreviveram do naufrágio de sábado no Mediterrâneo

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud