Assembleia Mundial da Saúde chega a acordo para erradicação da pólio
BR

22 maio 2015

Países também chegaram a entendimento sobre regulamentações sanitária internacionais e fortalecimento de cuidados cirúrgicos; na quarta-feira, órgão anunciou acordo sobre estratégia global de combate à malária entre 2016 e 2030.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

A 68ª Assembleia Mundial da Saúde, em Genebra, chegou a acordos sobre a erradicação da poliomelite, a continuação da implementação das Regulamentações Sanitárias Internacionais, de 2005, sobre cuidados cirúrgicos e produtos médicos.

O encontro mencionou que a erradicação da pólio só pode ser alcançada através de solidariedade global.

Avanços

Revendo os impacto das ações em curso, os representantes destacaram avanços na África, que não registra nenhum caso causado pelo Poliovírus Selvagem desde agosto de 2014.

Também foi ressaltado o sucesso na contenção de três grandes surtos plurinacionais no Oriente Médio, no Chifre da África e na África Central.

Os representantes dos países também citaram ações contínuas no Paquistão e forte progresso sendo feito em coordenação com a Aliança Gavi, na direção da introdução da vacina inativada poliomielite, VIP, e preparações para a retirada gradual das vacinas orais contra a doença.

Regulamentações

Os representantes endossaram a recomendação de extender até 2016 o prazo para que todos os países tenham mais tempo para implementar as Regulamentações Sanitárias Internacionais.

O recente surto de ebola também destacou a importância de todos os países terem a capacidade de detectar rapidamente, responder e prevenir ameaças de saúde pública como surtos de doenças.

As Regulamentações, de 2005, obrigam todos os países membros a terem estas capacidades. No entanto, apenas 64, um terço de todos os países, relataram ter alcançado os requisitos mínimos em 2014.

OMS

Também foi reconhecido o importante papel que a Organização Mundial da Saúde, OMS, tem em fornecer orientações e conhecimento especializado para ajudar os países a aprimorar os sistemas de vigilância e serviços de laboratório.

Outras ações ressaltadas foram construção de sistemas de alerta precoce e treinamento de trabalhadores de saúde.

Cuidados Cirúrgicos

Representantes dos Estados-membros na Assembleia Mundial da Saúde também concordaram com uma resolução sobre o fortalecimento de cirurgias essenciais  e de emergência e anestesia.

Outras questões debatidas foram imunização contra febre amarela e ameaças à saúde colocadas por produtos médicos falsificados, falsamente rotulados e abaixo do padrão.

Leia Mais:

Países chegam a acordo para combater malária

Entrevista: ministro Paulo Macedo

Entrevista: Cabo Verde na 68ª. Assembleia Mundial da Saúde

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud