Entrevista: Angola explica abstenção na resolução sobre armas ligeiras de pequeno porte

22 maio 2015

O embaixador angolano junto à ONU disse que a resolução do Conselho de Segurança sobre armas ligeiras de pequeno porte "não passou bem e a sua aplicação poderá ter alguns efeitos".

Ismael Martins explicou à Rádio ONU, em Nova Iorque, porque o seu país se absteve de adotar a decisão, juntamente com mais cinco Estados-membros do órgão. O documento foi aprovado com nove votos.

O diplomata disse que os integrantes africanos do Conselho propuseram uma proibição da transferência do tipo de armas aos grupos não-estatais, que "criam instabilidade" nos países do continente. A sugestão não passou.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 3'40"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud