Violência em Ramadi já causou a fuga de 40,6 mil pessoas da cidade
BR

19 maio 2015

Organização Internacional para Migrações informou que maioria está espalhada no Estado de Anbar, no Iraque; Programa Mundial de Alimentos conseguiu levar comida para mais de 10 mil pessoas deslocadas na região

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, afirmou que o número de deslocados internos por causa da violência em Ramadi, no Iraque, chegou a 40,6 mil neste mês. Em abril, as agências da ONU calculam que 130 mil pessoas tenham fugido da cidade.

Segundo a OIM, a maioria está espalhada pelo estado de Anbar. Ao fugirem de Ramadi, as pessoas seguem para três cidades da região, Al-Amirya, Al Madina e Al-Habbaniya.

Ajuda Humanitária

Agências da ONU e parceiros estão fornecendo ajuda humanitária que inclui tendas, água, produtos de higiene e outros materiais não perecíveis.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, informou que conseguiu levar comida para mais de 10 mil deslocados internos na região. Um carregamento suficiente para alimentar 25 mil pessoas chegou esta terça-feira em Habbaniya.

Mas a agência da ONU alertou que por motivos de segurança, as equipes não conseguiram entrar em Khalidiya.

O Fundo da ONU para a Infância e a OIM planejam distribuir mais de 40 mil kits de ajuda humanitária até o fim deste mês em Anbar, Bagdá e Salahaddin.

Desde o início da crise em janeiro do ano passado, a OIM já distribuiu 12 mil tendas e 112 mil suprimentos humanitários para a população local e deslocados internos.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, enviou equipes de saúde e ambulâncias para as regiões onde os deslocados estão seguindo.

Leia Mais:

ONU afirma que 8,2 milhões precisam de ajuda humanitária no Iraque

OIM afirma que deslocados internos no Iraque ultrapassa 2,8 milhões

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud