OIM afirma que deslocados internos no Iraque ultrapassa 2,8 milhões
BR

13 maio 2015

Organização destaca que nas últimas duas semanas, principal movimentação aconteceu em Ramadi, no Estado de Anbar; relatório inclui 65% da população “em trânsito”.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, alertou esta terça-feira que o número de deslocados internos no Iraque ultrapassou os 2,8 milhões.

Segundo relatório divulgado pela parceira da ONU e que cobre o período entre janeiro de 2014 e abril deste ano, a principal movimentação nas últimas semanas aconteceu devido aos conflitos em Ramadi, no Estado de Anbar.

Ramadi

O documento cita que depois do início da violência em Ramadi, em abril, 133 mil pessoas fugiram da região para Bagdá, para outras cidades de Anbar e para a Babilônia.

A OIM calcula que 65% dessa população “em trânsito” está incluída no relatório.

As autoridades disseram que mais de 16 mil deslocados foram obrigados a regressar porque não tinham os documentos necessários para entrar na capital, Bagdá.

Confrontos

O documento mostra que os confrontos entre as forças de segurança iraquianas e os grupos armados causaram deslocamentos na cidade de Karmah, também em Anbar. Mais de 47 mil pessoas fugiram da região.

O chefe da Missão da OIM no Iraque, Thomas Lothar, afirmou que a agência está profundamente preocupada com os novos e contínuos deslocamentos no país.

A agência já forneceu mais de 115 mil itens de ajuda humanitária desde o início da crise. Milhares de deslocados receberam abrigos e assistência médica.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud