Ban: Nações Unidas prestam solidariedade à população da Ucrânia
BR

8 maio 2015

Secretário-geral está no país, no leste da Europa, onde participa de evento em comemoração aos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial; chefe da ONU expressou “profundo respeito à memória de milhões de pessoas que lutaram por liberdade”.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, prestou esta sexta-feira na Ucrânia, homenagem à memória de milhões de pessoas que lutaram por sua liberdade na Segunda Guerra Mundial.

Ban participou, ao lado do presidente ucraniano, Petro Poroshenko, de uma cerimônia para marcar o aniversário de 70 anos do fim do conflito.

Solidariedade

O chefe da ONU disse que “se sentia honrado em prestar solidariedade aos corajosos soldados e cidadãos ucranianos que lutaram na defesa de seu país e defender também a dignidade humana contra a agressão nazista”.

Ele afirmou que a Ucrânia contribuiu e se sacrificou imensamente na guerra, um fato que, segundo o secretário-geral, “não pode e nem será esquecido”.

Ban lembrou que da tragédia da Segunda Guerra Mundial surgiu, de uma decisão comum da comunidade internacional, a criação das Nações Unidas.

Missão

A Carta da ONU diz que a principal missão é “salvar as novas gerações do flagelo das guerras”.

Ele declarou que as Nações Unidas têm trabalhado bastante para proteger as vidas e a dignidade humanas.

Ban mencionou alguns retrocessos e fracassos nesse processo, mas deixou claro que a ONU é a organização mais legítima para preservar a paz, a liberdade, a dignidade humana e os direitos humanos.