Entrevista: tensão e "bloqueio de redes sociais" no Burundi

29 abril 2015

O encarregado de Informação da Missão da ONU no Burundi disse que a situação tende a normalizar-se, após os protestos contra a candidatura do presidente Pierre Nkurunzinza às eleições. As manifestações provocaram pelo menos cinco mortos e 20 mil deslocados.

Falando à Rádio ONU, da capital Bujumbura, Vladimir Monteiro conta que o ambiente da cidade, antes fantasma, continua de tensão.

O porta-voz conta que foram bloqueados serviços de mensagens, incluindo Facebook, WhatsApp e Twitter.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 04'19"