Comida desperdiçada equivale à rede de produção da África Subsaariana

24 abril 2015

Chefe da FAO sublinha que consumidores com maior poder de compra provocam perda de 222 milhões de toneladas anuais de alimentos; exemplos dos efeitos da fome incluem migrantes que nem sempre chegam ao destino.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O diretor geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, disse que os consumidores com maior poder de compra desperdiçam 222 milhões de toneladas de alimentos por ano.

A quantidade da comida perdida no mundo corresponde a quase toda a rede de produção alimentar da África Subsaariana, declarou José Graziano da Silva num discurso a parlamentares italianos esta quinta-feira, em Roma.

Insegurança Alimentar

O chefe da FAO afirmou que fatores relacionados ao clima contribuem para intensificar a insegurança alimentar para grande parte das pessoas mais vulneráveis do mundo, agravando situações que já estavam bastante dramáticas.

Como apontou, a fome pode levar as "pessoas a deixar as suas casas e famílias a procurar melhores oportunidades, que nem sempre encontram". Como exemplo, citou a perda de vidas no Mediterrâneo como um "lembrete trágico" desse facto.

Interesse Coletivo

Ele afirmou que as tendências de adaptação e de mitigação das mudanças climáticas são de interesse coletivo, mas a fatura não pode ser apresentada a agricultores familiares, pastores e agropecuaristas de países em desenvolvimento.

Graziano da Silva considerou ser necessário um esforço forte e coletivo para combater as alterações climáticas, que estão a ter consequências "diretas e trágicas" na vida das pessoas.

Para 2015, o chefe da FAO disse haver a necessidade de transformar os compromissos políticos em ação e resultados.

Ele mencionou a adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a realização da Conferência Mundial do Clima, a decorrer em dezembro em Paris.

Leia Mais:

Parceria da FAO leva compota produzida por mulheres na Etiópia à Itália

FAO espera que Guiné-Bissau ultrapasse metas de venda de caju em 2015

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud