Guarda costeira italiana resgata mais migrantes no Mediterrâneo
BR

17 abril 2015

Autoridades disseram que 70 pessoas, muitas sofrendo de queimaduras, foram salvas perto da ilha de Lampedusa; elas estavam a bordo de um bote que deixou a Líbia há dois dias.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A guarda costeira da Itália conseguiu resgatar, nesta sexta-feira, mais 70 migrantes que estavam a bordo de um bote no Mediterrâneo, que deixou a Líbia há dois dias.

Segundo as autoridades italianas, muitos dos migrantes, incluindo um bebê de apenas seis meses, apresentavam queimaduras em várias partes do corpo.

Explosão

Uma mulher de 25 anos, que estava na embarcação, não resistiu aos ferimentos. Os migrantes ficaram feridos antes mesmo de entrarem no barco por causa da explosão de um botijão de gás quando estavam sendo conduzidos pelos traficantes em terra, na Líbia.

A guarda costeira italiana informou que os migrantes foram levados imediatamente para o centro de processamento de refugiados em Lampedusa. Alguns deles foram retirados de maca porque não tinham condições de caminhar.

Prioridade

A porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, Barbara Molinario, disse que “os traficantes não permitiram que as pessoas fossem para o hospital, impedindo que recebessem tratamento por alguns dias antes de colocá-las na embarcação”.

Em Lampedusa, os migrantes foram levados para a enfermaria local e 23 tiveram de ser transferidos de helicóptero para hospitais especializados.

O Acnur afirmou que somente neste ano 31,5 mil pessoas atravessaram o Mediterrâneo em direção à Itália e à Grécia devido ao aumento da violência na África e no Oriente Médio.

A agência da ONU voltou a pedir aos países europeus que tenham como prioridade “salvar vidas”, ampliando urgentemente suas capacidades de busca e resgate na região.

Leia Mais:

Centenas de mortes em naufrágio no Mediterrâneo, segundo Acnur

Acnur chocado com centenas de mortes em naufrágio no Mediterrâneo

OIM organiza painel sobre identificação de migrantes desaparecidos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud