Centenas de mortes em naufrágio no Mediterrâneo, segundo Acnur

16 abril 2015

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, pediu aos países do Mediterrâneo que tenham como prioridade "salvar vidas", aumentando urgentemente suas operações de busca e resgate.

O pedido foi feito depois do naufrágio de mais um barco, nesta segunda-feira, quando estava a 120 km da ilha de Lampedusa, na Itália. Segundo as autoridades, 142 pessoas foram resgatadas e oito corpos recuperados. Calcula-se que, pelo menos 400 pessoas estejam desaparecidas.

O chefe do Acnur, António Guterres, afirmou que "está profundamente chocado com a notícia do naufrágio de mais uma embarcação superlotada no Mediterrâneo, onde 400 pessoas morreram".

Confira a reportagem de Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York, para o Jornal da Globo News.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud