Unodc firma acordo para investigar manipulação de resultados de jogos
BR

15 abril 2015

Em Doha, diretor da agência da ONU diz que esse tipo de crime precisa ser combatido imediatamente; somente na Europa, cerca de 300 jogos de futebol tem o resultado combinado todos os anos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc, e o Centro Internacional para Segurança do Esporte, anunciaram essa quarta-feira um acordo para reforçar as investigações de crimes ligados aos esportes.

O Unodc calcula que por ano, cerca de 300 partidas de futebol tem o resultado combinado na Europa. E os US$ 430 bilhões apostados em 2012 no mundo, 80% foi obtido por meio de atividades ilegais.

Leis

A parceria foca especificamente na manipulação dos resultados de competições esportivas. O anúncio foi feito em Doha, capital do Catar, onde ocorre o Congresso da ONU sobre Prevenção do Crime e Justiça Criminal.

O acordo prevê o desenvolvimento de programas de formação e preparação sobre organização de eventos esportivos, além de capacitação de governos e reforço de leis.

Crime

No evento, o diretor-executivo do Unodc, Yuri Fedotov, destacou que a manipulação dos resultados de jogos é uma ofensa criminal e não apenas “uma brecha nas regras”.

Para Fedotov, o problema precisa ser visto como um crime, que deve ser combatido com leis e investigações adequadas, especialmente porque pode estar ligado ao crime organizado, à corrupção e à lavagem de dinheiro.

Participantes do painel em Doha destacaram que o fenômeno tem cerca de 10 anos e requer atenção urgente das autoridades.

*Com reportagem de Jorge Miyares, enviado da Rádio ONU a Doha.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud