Deslocados internos na Ucrânia passam de 1,2 milhão, segundo Ocha
BR

15 abril 2015

Escritório da ONU para Coordenação de Assistência Humanitária destaca que civis continuam com dificuldades para obter comida, especialmente em áreas não-controladas pelo governo; quase 780 mil ucranianos fugiram para nações vizinhas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório da ONU para Coordenação de Assistência Humanitária, Ocha, acredita que o número de pessoas deslocadas dentro da Ucrânia ultrapassa 1,2 milhão.

As agências humanitárias da ONU destacam que a falta de acesso à comida aumentou muito no país desde outubro, principalmente para as pessoas vivendo em áreas que não são controladas pelo governo.

Saúde

O preço dos alimentos subiu de forma rápida, enquanto o consumo de comida diminuiu. A falta de uma dieta de qualidade é um dos impactos na vida das famílias ucranianas deslocadas nas províncias do leste.

A ONU e agências parceiras estão preocupadas com a restrição do acesso a serviços sociais nas zonas afetadas pelo conflito, incluindo fundos de pensão e salários.

Uma missão do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, em Donetsk, descobriu que alguns professores não recebem salário há três meses. Muitos ucranianos também fugiram do país e pelo menos 778 mil buscaram abrigo em nações vizinhas, segundo a agência da ONU para Refugiados, Acnur.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud