Em Moçambique, agências da ONU apoiam projetos em saúde

15 abril 2015

No programa que busca reduzir a gravidez precoce e a mortalidade materna e infantil, estão envolvidos Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, Fundo da ONU para a Infância, Unicef e a Organização Mundial da Saúde.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Será lançado esta quarta-feira, no no distrito de Nhamatanda, na província de Sofala, um programa de intervenções comunitárias de saúde. A iniciativa é apoiada por várias agências da ONU, incluindo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, o Fundo de População da ONU, Unfpa e a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Em conversa com a Rádio ONU em Maputo, a representante do Unfpa em Moçambique, Bettina Maas, explicou que o apoio das agências vai dinamizar as atividade dos Agentes Polivalentes de Saúde comunitária, conhecidos como “Apes”.

“O Unfpa está a apoiar o componente do planeamento familiar, mas temos outros parceiros. O Unicef que está a apoiar  suplementos como vitaminas. A Organização Mundial da Saúde está a apoiar um pacote geral em formação dos Apes. Então como Nações Unidas, devemos apoiar a revisão do currículo dos Apes e também o treinamento de novos agentes.”

Mortalidade Materna

Segundo Bettina Maas, o apoio do Unfpa é importante, pois irá contribuir na redução da mortalidade materna e na diminuição da gravidez precoce.

“Os resultados esperados são ter uma nova base de trabalhadores na comunidade ligados à saúde, suficientes e  capazes de dar  o serviço e a promoção da saúde nas comunidades. Afinal de contas tem um impacto nos indicadores da saúde neo-natal das crianças e também de elevar o nível de prevalência  de uso de anticoncetivos, que no país está abaixo do desejado.”

O programa de lançamento das novas intervenções comunitárias é uma iniciativa do Ministério da Saúde de Moçambique.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud