Entrevista: Uniogbis e promessas de doadores para Guiné-Bissau

13 abril 2015

O chefe do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Uniogbis, quer os fundos internacionais sejam colocados ao dispor do governo em tempo útil para a execução do seu programa.

Miguel Trovoada destacou a estabilidade no país nesta entrevista à Rádio ONU, em Bissau. A conversa decorreu na sequência da Mesa Redonda de Bruxelas, que em março resultou na promessa de € 1,3 milhões para o país.

Acompanhe a entrevista a Amatijane Candé.

Tempo total: 05'12"