ONU: grande preocupação com impacto dos confrontos sobre civis em Darfur

9 abril 2015

Mais de 10 mil pessoas foram deslocadas no último mês por causa de combates entre grupos tribais; desde o início deste ano foram pelo menos outras 36 mil.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 10 mil pessoas foram deslocadas no último mês por causa de combates entre grupos tribais em duas áres de Darfur, no Sudão.

Os dados são do Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, com base em relatos de parceiros humanitários.

Refúgio

Os números incluem estimativas de que 8,7 mil pessoas buscaram abrigo em diversas localidades em Mellit, no norte de Darfur e 1,8 mil em Darfur Sul.

Pelo menos outras 36 mil pessoas foram deslocadas em Darfur desde o início deste ano. A causa, segundo o Ocha, são operações do governo contra grupos armados, principalmente nas áreas de Jebel Marra e Um Baru.

Acesso Humanitário

Agências internacionais de assistência humanitária estão a trabalhar com parceiros locais para distribuir abrigos e suprimentos domésticos e médicos para as pessoas que precisam.

No entanto, os agentes humanitários não receberam acesso a diversas áreas na região central de Darfur e no norte de Jebel Marra.

O Ocha está “profundamente preocupado com o impacto que os combates em Darfur continuam tendo nos civis e com os relatos recentes de bombardeamentos aéreos em aldeias em Darfur Norte”.

Leia Mais:

Unamid confirma bombardeamentos que mataram 14 civis em Darfur

Governo sudanês continua a negar acesso da Unamid em áreas em conflito

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud