Conflito no Iêmen tem consequências intoleráveis para as crianças
BR

7 abril 2015

Alerta é do Unicef; pelo menos 74 menores foram mortos e 44 mutilados desde 26 de março; Fundo das Nações Unidas para a Infância acredita que número de vítimas pode ser muito mais alto.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, divulgou um alerta esta terça-feira sobre o peso que o conflito no Iêmen está tendo na vida das crianças do país.

Desde o dia 26 de março, época do início da violência, pelo menos 74 crianças foram assassinadas e 44 foram mutiladas. O Unicef acredita que os números são subestimados e  que o total de vítimas pode ser muito maior, já que o confronto se intensificou na última semana.

Preço

O representante do Unicef no Iêmen declarou que “as crianças estão pagando um preço intolerável pelo conflito”. Julien Harneis lamentou que os menores estejam sendo “assassinados, mutilados e forçados a deixar suas casas”.

Outro reflexo da violência na vida das crianças inclui ameaças à saúde delas, e o confronto também prejudica a continuação do processo educacional. Segundo o representante do Unicef, os menores iemenitas “devem receber, imediatamente, proteção especial por todos os lados em conflito, de acordo com a lei humanitária internacional”.

Fuga

Em todo o país, mais de 100 mil pessoas fugiram de suas casas e buscaram lugares mais seguros para o seu abrigo. O Unicef destaca que os hospitais estão sob intensa pressão, porque não há suprimentos médicos suficientes para cuidar dos feridos.

Outro problema são os ataques a hospitais. Pelo menos três trabalhadores de saúde, incluindo o motorista de uma ambulância, foram mortos.

Quando as condições de segurança permitem, as equipes do Unicef providenciam água potável e cuidados de saúde para as famílias do Iêmen. A agência da ONU também fornece combustível para que os sistemas de abastecimento de água continuem funcionando” inclusive em Áden.

Desnutrição

Nos estados do sul do país, houve relatos de água e esgoto acumulando na rua e as falhas no sistema de abastecimento de água aumentam o risco de doenças. O Unicef também fornece diesel para geradores de energia, para que as vacinas sejam armazenadas com segurança.

Em várias cidades do Iêmen, o Unicef distribui comida e sais para reidratação, uma medida eficaz de combate à diarreia. Segundo a agência, a mídia nacional está divulgando mensagens para alertar crianças e seus pais sobre os perigos das minas e como lidar com o stress causado pelo conflito.

O Unicef destaca que a violência no Iêmen está piorando uma situação já precária, num dos países mais pobres do mundo, com tendência à insegurança alimentar e com casos severos de desnutrição entre as crianças.

Leia Mais:

Chefe do Ocha preocupada com segurança de civis em conflito no Iémen

Cruz Vermelha prepara voos de emergência para entregar ajuda ao Iêmen

Conselho de Segurança debate situação no Iêmen 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud