Entrevista: Dia Mundial da Turberculose

24 março 2015

A Organização Mundial da Saúde, OMS, quer acabar com a epidemia da tuberculose até 2035.

De Brasília, em entrevista à Rádio ONU, o coordenador do Observatório Tuberculose Brasil, Carlos Basilia, o país faz parte de um conjunto de 22 nações que concentram 80% dos casos de tuberculose no mundo.

O médico falou sobre como a está o andamento da doença no Brasil.

Segundo Basilia, essa situação coloca o país num grande desafio para  desenvolver estratégias e investir recursos e ações no sentido de reduzir a incidência e a mortalidade de tuberculose.

Ele afirmou que o Brasil registra 70 mil novos casos de tuberculose a cada ano com aproximadamente 4,6 mil óbitos, mortes que poderiam ter sido evitadas.

Para marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, neste 24 de março, a OMS fez um pedido a governos, às comunidades afetadas pela doença, organizações da sociedade civil, hospitais e clínicas e a parceiros internacionais.

A agência quer que todos se unam na adoção da estratégia para alcançar, tratar e curar os que sofrem da doença atualmente.

Segundo a organização, houve um grande progresso no combate à tuberculose nos últimos anos mas os especialistas alertam que isso não é o suficiente. Em 2013, 9 milhões de pessoas contraíram a doença e 1,5 milhão morreram.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud