Ban condena ataque no Museu Bardo, na capital da Tunísia
BR

18 março 2015

Secretário-geral deplora a perda de vidas e agências de notícias confirmam a morte de 19 pessoas, sendo 17 turistas; os dois atiradores foram mortos pelas forças de segurança.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas condenou fortemente o ataque contra o Museu Bardo, em Tunís, capital da Tunísia. Numa nota, Ban Ki-moon lamenta a perda de vidas e envia condolências aos famílias das vítimas do que considerou ter sido um “ato deplorável”.

Segundo agências de notícias, atiradores entraram no museu e mataram pelo menos 19 pessoas, incluindo 17 turistas estrangeiros, um policial e um tunisiano. As forças de segurança teriam conseguido matar dois atiradores e continua à procura de cúmplices. Dezenas de pessoas ficaram feridas no ataque.

Apoio

Ban Ki-moon expressou também solidariedade ao povo e ao governo da Tunísia. O ataque no Museu Bardo foi condenado ainda pela Organização Mundial do Turismo.

O secretário-geral da OMT declarou estar “chocado com a terrível ação” e lembrou que a agência continuará apoiando o turismo na Tunísia, setor importante para a economia do país, segundo Taleb Rifai.