Ban “ultrajado” com contínua destruição de patrimônio cultural no Iraque
BR

9 março 2015

Secretário-geral fez apelo à comunidade internacional para pôr fim a esta “atividade terrorista hedionda”; autoridades disseram ainda não estar clara a dimensão dos danos provocados pela ação do Isil na cidade de Hatra; local é Patrimônio Cultural da Humanidade da Unesco.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral da ONU está “ultrajado” pela contínua destruição do patrimônio cultural do Iraque pelo grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Ele citou relatos de demolição da cidade de Hatra. O local, no norte do país, é Patrimônio Cultural da Humanidade, da Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura, Unesco.

Hediondo

Ainda na nota emitida por seu porta-voz nesta segunda-feira, Ban Ki-moon fez um apelo urgente à comunidade internacional para que ponha fim ao que chamou de “atividade terrorista hedionda”.

Ele também pediu combate ao tráfico ilícito de artefatos culturais, como exigido por resoluções do Conselho de Segurança.

Ruínas

Segundo agências de notícias, autoridades iraquianas informaram ainda não estar clara a dimensão dos danos causados à cidade histórica, mas confirmaram ter recebido relatos da demolição. Hatra foi fundada há mais de 2 mil anos durante o império Parto, região da antiga Pérsia.

As ações acontecem após a destruição das ruínas da cidade assíria de Nimrud e de artefatos do museu de Mossul.

O chefe da ONU conclui a nota reiterando que a “destruição deliberada do patrimônio cultural comum é um crime de guerra e que os autores devem ser responsabilizados”.

*Apresentação: Edgard Júnior.

Leia mais:

Chefe da Unesco condena destruição de Nimrud, no Iraque

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud