Novo ataque no Mali mata soldado de paz da ONU
BR

8 março 2015

Conselho de Segurança condena ação contra campo da Minusma em Kidal, quando duas crianças também morreram; órgão considera crime hediondo e pede investigação do ataque.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Conselho de Segurança condenou, nos termos mais fortes, o ataque contra a Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas no Mali, Minusma. A ação, ocorrida este domingo, foi contra o campo da missão em Kidal.

Segundo o Conselho, no ataque foram mortos um soldado de paz da ONU, do Chade, e duas crianças, e várias outras pessoas ficaram feridas. O órgão considerou o crime hediondo e pediu ao governo maliano para investigar o ataque com rapidez e encontrar os responsáveis, que devem ser levados à justiça e condenados.

Terrorismo

O Conselho de Segurança lembra que qualquer ação contra soldados de paz da ONU pode ser considerada crime de guerra. Numa nota, o órgão reafirma a necessidade de se combater o terrorismo e qualquer ameaça à paz internacional.

No sábado, um outro ataque ocorrido no Mali também foi condenado pelo Conselho de Segurança e pelo secretário-geral Ban Ki-moon. Um homem armado entrou num bar na capital, Bamako, e atirou contra as pessoas. Cinco morreram e sete ficaram feridos, incluindo dois especialistas internacionais que prestavam serviço às Nações Unidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud