Novo atlas deve melhorar gestão de riscos de desastres no Ruanda

9 março 2015

Pnud apoiou iniciativa implementada durante os últimos dois anos; projeto será lançado em abril; cerca de 2 milhões de pessoas foram afetadas por eventos induzidos pelo clima no país africano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Ruanda vai lançar um atlas com conteúdos para melhorar a gestão do risco de desastres no país, no próximo mês de abril.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, apoiou as atividades para criar a coleção como parte da parceria para consolidar a capacidade do governo para lidar o tipo de sinistros e ameaças climáticas.

Inundações

O país está exposto a fenómenos como inundações, secas, tempestades fortes e erupções vulcânicas.

O Pnud refere que nas últimas duas décadas, cerca de 2 milhões de pessoas foram afetadas por estes e outros eventos climáticos. Prevê-se que os fenómenos aumentem devido aos efeitos das mudanças no clima.

Avaliação Global

O projeto foi implementado durante os últimos dois anos, tendo incluído uma avaliação global dos riscos existentes a nível nacional e local.

De acordo com a agência da ONU, com os dados do atlas podem ser implementadas medidas de mitigação de riscos que incluem a retenção de água e métodos de irrigação para áreas propensas a secas.

As outras vantagens incluem uma possível introdução de abordagens mais sustentáveis para ordenar o território além de sistemas de alerta rápido, planos de contingência e de recuperação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud