Nigéria: escalar do conflito faz prever saída de mais refugiados para a região

3 março 2015

Acnur disse que no fim de semana 16 mil refugiados chegaram aos Camarões; agência relata um aumento de confrontos entre e grupo armado e as forças do governo nas últimas semanas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A movimentação de nigerianos devido ao conflito no nordeste pode aumentar o total de refugiados nos Camarões para cerca de 66 mil.

Segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, na continuação do fluxo destaca-se a saída de 16 mil refugiados que chegaram ao país vizinho.

Boko Haram

Em nota, emitida esta terça-feira em Genebra, a agência aponta regiões fronteiriças consideradas "extremamente voláteis" no sul do lago Chade. As áreas de Makaria, Logone Birni e Fotokol são consideradas vulneráveis a ataques do grupo rebelde Boko Haram.

Confrontos entre e grupo e as forças do governo intensificaram-se nas últimas semanas e alastraram-se além-fronteiras. O período foi marcado por ataques do Boko Haram que fizeram mortos no Chade, nos Camarões e no Níger.

Acampamentos

O Acnur tem planos de transferir diariamente 2 mil pessoas para um acampamento de refugiados em Minawao, que já alberga mais de 32,5 mil pessoas. O grupo está na área de Kousseri, a 90 km da fronteira com os Camarões.

Para o Acnur, o escalar dos combates dificulta os esforços para prestar assistência humanitária aos necessitados.

O evoluir da situação de insegurança e a previsão da chegada de mais refugiados levou a agência a considerar criar um novo campo, mais além da área insegura da fronteira.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud