Aiea preocupada com programas nucleares da Coreia do Norte e do Irã BR

Yukiya Amano. Foto: Aiea/Dean Calma

Aiea preocupada com programas nucleares da Coreia do Norte e do Irã

Chefe da agência da ONU afirmou que não pode afirmar que todo o material nuclear iraniano seja usado para fins pacíficos; Yukiya Amano disse que órgão está pronto para trabalhar na verificação do programa nuclear norte-coreano.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, Yukiya Amano, afirmou que “está profundamente preocupado” com o programa nuclear da Coreia do Norte.

Em pronunciamento à diretoria-executiva da Aiea, nesta segunda-feira, Amano também disse que neste momento não pode garantir que todo o material nuclear iraniano esteja sendo usado para fins pacíficos.

Verificação

Ele afirmou que a agência da ONU continua pronta para ter um papel essencial na verificação do programa nuclear norte-coreano, apesar da relutância do país em autorizar a entrada das equipes da Aiea.

Quase seis anos depois de os inspetores da agência terem sido convidados a deixar a Coreia do Norte, Amano pediu ao governo “para cumprir com suas obrigações de acordo com as resoluções do Conselho de Segurança”.

O diretor-geral pediu ainda que os norte-coreanos cooperem imediatamente na implementação do acordo de salvaguardas do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares e que resolvam todas as questões pendentes.

Irã

No caso do Irã, Amano afirmou que a Aiea não está em posição de dar qualquer tipo de garantias sobre os materiais e as atividades nucleares não declaradas pelo governo.

Segundo o chefe da agência, “esse processo não pode continuar indefinidamente”. O diretor-geral declarou que assim que “a agência tiver conhecimento total dos assuntos que mais preocupam, ele entregará um relatório à diretoria executiva da Aiea”.

Além de reforçar a importância das salvaguardas nucleares, Amano citou também a importância do trabalho para disponibilizar tecnologias nucleares para o desenvolvimento.

O chefe da Aiea chamou a atenção para a implementação do Plano de Ação sobre Segurança Nuclear, que inclui princípios de prevenção de acidentes radiológicos.