Ban condena assassinato de político russo
BR

1 março 2015

Porta-voz disse que secretário-geral expressou "choque" com a morte de Boris Nemtsov;   ele espera que os resposáveis pelo crime sejam levados à justiça.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou neste sábado o assassinato do político russo Boris Nemtsov.

Porta-voz de Ban afirmou que o chefe da ONU expressou "choque" com o crime e disse que as autoridades russas abriram uma investigação para apurar o caso.

Justiça

O secretário-geral espera que os responsáveis pela morte de Nemtsov "sejam levados à justiça rapidamente".

Além disso, ele enviou condolências à família do político, seus amigos e simpatizantes.

Segundo as agências de notícias, Boris Nemtsov foi morto a tiros nesta sexta-feira no centro de Moscou por homens armados não identificados.

Milhares de pessoas prestaram homenagem este sábado deixando velas e flores no local onde o principal líder da oposição da Rússia foi assassinado.

O presidente russo Vladimir Putin condenou o crime e prometeu encontrar os assassinos.